sábado, 25 de junho de 2022

Lançamento do livro "Basta Sentir", de Mariana Rios

Os segredos de Mariana Rios

Em "Basta sentir", obra com nota de abertura pelo padre Fábio de Melo, a prestigiada atriz conta sua história desde o início da carreira e revela o método que a permitiu conquistar tudo que sempre sonhou

Poucos sabem, mas entre os muitos desejos e sonhos desta jovem atriz e cantora que cresceu em Araxá, interior de Minas Gerais, havia um em especial: uma rasteirinha com miçangas bordadas de uma famosa marca da cidade. Era uma sandália cara que a família não podia comprar, mas isso não abalou a vontade de ter, muito menos de desistir deste sonho.

Os anos passaram e, depois de muita batalha, veio o reconhecimento. Aos 22 anos, após passar no teste para o elenco de Malhação, Mariana Rios foi convidada para fazer a primeira campanha publicitária. O cliente? Justamente a marca das rasteiras que tanto amava. Um ano depois, ela comprou uma franquia da grife e pôde ter toda a coleção no próprio guarda-roupa. 

É com esta e outras histórias de vida que a atriz, cantora e apresentadora Mariana Rios, seguida por mais de 9 milhões de fãs nas redes sociais, mostra a forte relação entre os sonhos e os sentimentos no livro Basta sentir – Como realizar seus sonhos de maneira simples e prática, lançamento da Editora Planeta.

Na quarta capa da obra, o prefaciador Pe. Fábio de Melo deixa uma mensagem que reforça as palavras trazidas por Mariana nas 192 páginas: “O ser humano é a conjugação de infinitos mistérios... Dispense os postulados da razão, recrute os do coração”, disse ele.

Basta Sentir é um guia para resgatar a autoestima e a esperança por dias melhores e mais felizes. O método revelado por Mariana é preciso: tem sete pilares com atividades práticas que vão ajudar o leitor a enfrentar desafios e ativar ferramentas internas que já possui, mas precisam ser colocadas em ação – como a meditação.

“Não é milagre, nem merecimento, nem abracadabra: é poder dirigido.
 De onde ele vem? De nenhum lugar externo, uma vez que já existe em cada
um de nós. Você não precisa adquirir esse poder. Você já o tem, mas
deve entendê-lo, utilizá-lo, dirigi-lo e reforçá-lo quando o primeiro
de seus objetivos se concretiza!” 
(Basta sentir, página 15)

Mariana Rios Botelho tem 35 anos de idade, é cantora, compositora, atriz e soma em sua carreira papéis que marcaram o cinema e a televisão brasileira em novelas, como Malhação, Salve Jorge, Araguaia e Além do Horizonte. Além dos 9 milhões de seguidores, tem uma audiência que ultrapassa 1 milhão de views em vídeos no YouTube e Instagram e, por meio deles, inspira as pessoas com suas músicas e postagens sobre crescimento pessoal e mensagens motivacionais.

FICHA TÉCNICA:
Título: Basta sentir – Como realizar seus sonhos de maneira simples e prática
Autora: Mariana Rios
Editora: Planeta | Selo Academia
ISBN: 978-65-5535-285-6 | 978-65-5535-207-8 (ebook)
Páginas: 192 páginas
Formato: 14 x 21 cm
Links de venda: https://amzn.to/3kbVZ8J

Sinopse: E se houvesse uma maneira de transformar seus sonhos em realidade? E se, além disso, o processo dependesse exclusivamente de você, com as ferramentas internas que já possui?  Ainda criança, criei meu próprio método para concretizar o que eu desejava. E você verá, através de minhas histórias pessoais, como isso foi possível. Conquistei muito mais do que imaginava e, ao constatar que as coisas estavam dando certo para mim, comecei a dividir minha experiência com outras pessoas para que elas pudessem modificar a vida delas.

Agora, chegou o momento de compartilhar o meu tesouro com você. Afinal, o mundo se tornará um lugar mais tranquilo se todos nós formos capazes de ter a vida que idealizamos! Prepare-se para começar uma jornada incrível de autoconhecimento e realização. Você pode conseguir tudo que deseja. Basta sentir!

Sobre a autora: Mariana Rios iniciou a carreira artística aos 7 anos em sua cidade natal, Araxá, Minas Gerais, cantando em mensagens publicitárias para empresas da região. Dali para apresentações em bares e festivais de música foi um pulo. Aos 18 anos, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde fez formação em Teatro. 

Sua projeção para todo o Brasil veio com a personagem Yasmin, em Malhação (2008), que lhe rendeu diversos prêmios por sua atuação. Depois disso, viriam outros papeis importantes em produções da TV Globo. Ao longo dessa trajetória, Mariana nunca deixou os palcos de lado. Continuou gravando álbuns e realizando shows por todo o Brasil. A inspiração para este livro vem de sua história pessoal na qual a realização dos sonhos, através de um processo específico, tem um papel fundamental.

 

Redes sociais
Instagram: planetadelivrosbrasil
Facebook: planetadelivrosbrasil
Linkedin: editora-planeta-do-brasil
Twitter: PlanetaLivrosBR

Site: https://www.planetadelivros.com.br


Imagens relacionadas

1b7953b27e4e4b4ccec6d9caa1fa1bee_small.jpg
Divulgação/Editora Planeta
baixar em alta resolução

Texto Inspirador, Escrito Pela Divina, Mariana Rios - Linda Mensagem

Confira a publicação na íntegra:

“Pouco me importa de onde você vem. O que desejo saber é se há verdade em seu coração. Pouco me importa sua idade. Desejo saber se durante a caminhada você percorreu seu próprio caminho ou foi conduzido por algum outro que criaram pra você. E quão profundo você foi em suas dores, amores, momentos até o dia de hoje. Pouco me importa quanto no banco você tem. Desejo saber se você se sensibiliza com a desigualdade no mundo.”, iniciou.

“Pouco me importa se você não divide seus problemas. Desejo saber se os revela a si mesmo. Pouco me importa seu passado. Desejo saber se realmente aprendeu e evoluiu despertando assim para o futuro. Pouco me importa quem é sua família. Desejo saber se há família dentro de você. Pouco me importa suas vontades. Desejo saber se você é fiel a elas. Pouco me importa se você traiu. Desejo saber o quanto foi leal. Pouco me importa quem é você para os outros. Desejo saber se pra você sou o mesmo que és pra mim. Desejo.”, finalizou.

sexta-feira, 24 de junho de 2022

17ª MOSTRA DE CINEMA CHEGA A OURO PRETO CELEBRANDO OS CINEMAS INDÍGENAS

   http://www.jornaloliberal.net 

Ouro Preto

24 de junho de 2022

Após dois anos, CineOP volta a acontecer presencial e online e totalmente gratuita na histórica cidade mineira

Lucas Porfírio 

Os cheiros de ervas que exalavam na Praça Tiradentes, no centro de Ouro Preto, na noite desta quinta-feira (23), anunciavam: Começou a 17ª Mostra de Cinema de Ouro Preto.  Em 2022, o evento que tem por tema “Memória Audiovisual no Brasil: Resistência e Resiliência no Tempo” celebra, principalmente, os cinemas indígenas e as produções audiovisuais dos povos originários. 

Abrindo a programação que vai até o dia 27 junho, o Comitê Mineiro de Apoio às Causas Indígenas reuniu os povos Kambiwá, Aranã Pataxó, Xukuru kariri e os povos Quechua e Aymara para o ritual “Caminhos de Pachamama", que invoca a força dos Encantos de luz e honra a Mãe Terra.

“Viemos trazer não uma cerimônia, mas um ritual. [...] Não é uma performance, não é uma cena de teatro. É a junção de várias etnias indígenas desterritorializadas, resultado de um processo que só vai piorar com o marco temporal. É resultado de um processo de desapropriação das nossas terras, de esbulho e a gente foi parar em contexto urbano. Na solidão de ser indigena sem floresta, sem território, a gente se une a outros povos. Esse é o resultado de vários povos que lutam pela mãe terra e pela nossa dignidade”, afirmou Poranga Pituna, indigena Kambiwá e membro do comitê mineiro de Apoio às Causas Indígenas. 

A 17ª Mostra de Cinema de Ouro Preto, durante seis dias, exibirá 151 filmes, de 08 países (Brasil, Argentina, Bolívia, Estados Unidos da América, Israel, Peru, Rússia, Uruguai) e 21 estados brasileiros. A diretora da Universo Produção, realizadora da CineOP, Raquel Hallak, destaca que o Brasil não pode esperar mais, o Brasil é terra indigena. 

“Começamos a 17ª edição da Mostra de Cinema de Ouro Preto. Uma mostra dedicada ao cinema patrimônio, trazendo a produção audiovisual indigena. Estamos prestando homenagem a dois cineastas Guarani do Rio Grande do Sul, que estão aqui celebrando, em nome de todos os cineastas indígenas, mais de duas décadas de produção. Uma produção que é muitas vezes invisibilizada, desconhecida do grande público [...]. A CineOP dedica a sua programação, a sua abertura a essa celebração dos cinemas indígenas", completou Hallak. 

Homenagem aos cineastas Mbyá-Guarani

A noite de abertura contou, ainda, com homenagens aos cineastas Mbyá-Guarani, Kuaray Poty (Ariel Ortega) e Pará Yxapy (Patrícia Ferreira). A dupla recebeu o troféu Vila Rica da 17ª CineOP. Logo após, o público assistiu no Cine-Praça a exibição do média-metragem “Bicicletas de Nhanderú” (2011), com direção de ambos, e do curta-metragem “Nossos Espíritos Seguem Chegando – Nhe’e Kuery Jogueru Teri” (2021), assinado por Yxapy e Bruno Huyer.

“Estou muito emocionado por receber essa homenagem [...]. Quero agradecer aos vários que nos acompanham nesta caminhada, neste trabalho [...]. O cinema permitiu que nós povos originários pudéssemos recontar a nossa história. Ficamos invisibilizados durante muito tempo. Nossos antepassados não tinham oportunidades como temos hoje, de conversar com vocês não indígenas. [...] Hoje em dia, graças a essa tecnologia, essa arte,  a gente pode contar a nossa história para vocês saberem da nossa luta, dos nossos anseios [...]. Está registrado”, disse o cineasta Kuaray Poty (Ariel Ortega). 

Pará Yxapy (Patrícia Ferreira) também estava muito emocionada e destacou o quão significativo é ocupar espaços como o da mostra de cinema e como os povos indígenas estar nestes espaços deveria ter sido sempre normal: “Hoje a gente está conseguindo espaço através de muita luta, de muito trabalho que estamos fazendo. Quero agradecer, novamente, aos nossos parceiros, principalmente, a quem acompanhou a nossa caminhada sempre”. 

Programação gratuita durante todo o final de semana

A secretária de Cultura e Turismo, Margareth Monteiro, falou da importância da 17ª CineOP para a histórica cidade mineira. “Receber o CineOP só fortalece o conceito de uma cidade patrimônio mundial. [...] Antes de todos nós, estavam os indígenas. São a eles que dedicamos essa oportunidade, por meio do CineOP, para festejar e clamar pelo respeito à cultura indigena e pelo respeito à preservação deste patrimônio. O Índio é um patrimônio brasileiro. Essas terras, antes de mais nada, são indígenas. O CineOP traz para todo público uma série de produções cinematográficas que mostram e intensificam essa identidade”, finalizou. 

Até a próxima segunda-feira (27), de forma gratuita,  o evento conta com oficinas, Cine-Expressão - A Escola vai ao Cinema, programação artística no Sesc Cine-Lounge (com shows de artistas como Marina Sena, no Centro de Artes e Convenções da UFOP), cortejo, Festa Junina “Arraiá da CineOP” e muito mais. Toda a programação da 17ª Mostra de Cinema de Ouro Preto pode ser conferida no site:https://cineop.com.br/.

Jornal O Liberal
Região dos Inconfidentes


Alemanha o paraíso das cervejas

A Alemanha tem o título do país das cervejas.
Na Alemanha tem mais de cinco mil marcas de cervejas, contando as bebidas não-alcoólicas.
A cerveja é a terceira mais consumida depois da água e café.
As cervejas se classificam não só pelas cores sabores, aromas, mas também pelo teor alcoólicos.
Na hora do brinde, os alemães costumam se olhar no fundo dos olhos e chamar ”Prost”, a saúde ou tim - tim no Brasil.
Das cervejas que tomei gostei do sabor de três, sendo que a paulaner produzida em Munique, a melhor.



Várias Apresentações no Teatro do Europa Park

O segundo maior parque temático do mundo, Europa-Park em Rust – Alemanha, fica estrategicamente bem posicionado entre as fronteiras da França, Suíça e Alemanha...
Bem no centro da Europa...
Os parques de diversões representam o mundo da fantasia onde podemos esquecer da vida e reviver bons momentos de brincadeiras, aventuras e diversão.

INAUGURADO EM 1975, O EUROPA-PARK ESTÁ SITUADO EM RUST, NA ALEMANHA

Alemanha, Rússia, Itália, Escandinávia, Portugal, Espanha, França, Holanda, Suíça, Grécia, Inglaterra, Áustria e Islândia, são locais representados no Europa Park...
Desde brinquedos e filmes, passando pelos restaurantes típicos, tudo é fiel ao lugar de origem...
Uma Montanha Russa que termina na água, dando banhos nos visitantes...
Mas além da atlântica, o parque tem ainda muitas Montanhas Russas, de vários tipos, formatos e tamanhos...
O parque é imenso, um dia é pouco para conhecer tudo...
São 5 Hotéis, também, dividido por países e uma extensa Área de Camping, estacionamento amplo, tudo isso para atender aos visitantes, turistas...
O Europa Park, recebe turistas de todo o planeta...

Europa Park, no Centro da Europa

Uma mistura de aventura e diversão, no Europa Park... 
São 13 zonas temáticas que reproduzem países europeus com sua típica arquitetura, vegetação e gastronomia, em uma área de 90 hectares, muita coisa pra se ver...
Mais de 100 shows e atrações, dentre elas 11 montanhas-russas que garantem diversão para valer, emoção e momentos inesquecíveis...

 parque é tão grande, que existe uma linha de trem circular, que leva os visitantes de um ponto a outro em poucos minutos, já que as caminhadas podem levar bastante tempo...
Ótimas atrações, em especial as montanhas russas... 
Brinquedos para todas as idades...
Muita diversão, brinquedos para todos os gostos...
Diversão com a educação e arquitetura europeia...
Cada parte representa um pais da europa..
. Perfeito para adultos e crianças...
Existem ótimos restaurantes...
Com muitas opções de comidas típicas, dos países representados no parque...

"Doação Muda" de livros na Alemanha

Durante o tempo em que morei na Alemanha, tomei conhecimento de uma prática muito interessante: em determinados equipamentos públicos, como praças, parques etc., a prefeitura coloca à disposição da população estantes, nas quais as pessoas podem deixar os livros que já leram, para que outras pessoas peguem...

Fiquei impressionado com essa iniciativa, uma espécie de "doação muda"*, que faz com que a circulação de livros aumente, e, o melhor de tudo, a custo zero...

Perto da residência onde eu morava havia uma dessas estantes, e pensei então em colocar alguns livros que tinha levado para a leitura durante minha permanência. Exitei, pois não sabia se haveria interesse em livros escritos em português. Resolvi porém. arriscar, e coloquei na estante três livros que havia levado, e já terminado de ler...

Para minha surpresa, algumas semanas após ter colocado os livros na estante eles não estavam mais lá...Algum leitor ou alguns leitores de língua portuguesa os haviam levado. Não tenho como saber quem os levou: pode ter sido um ou alguns leitores brasileiros, portugueses, naturais de outro país de língua portuguesa ou mesmo algum alemão ou natural de outro país que tenha português como sua segunda língua...Jamais saberei. O que sei é que essa interessante iniciativa tornou possível que eu compartilhasse, na Alemanha, livros em língua portuguesa.

Abaixo, registro do dia em que coloquei um dos livros na estante.


*utilizo o termo "doação muda" sob inspiração do "comércio mudo" que havia em alguns povos antigos; nessa forma de comércio, um grupo deixava os bens que queria trocar em um local, e então saía. Um segundo grupo vinha e depositava os bens que queria ofertar em troca dos bens ofertados pelo primeiro grupo, depositando-os no mesmo local. Após a saída do segundo grupo, o primeiro grupo voltava e estudava a oferta do segundo grupo; se aceitasse a oferta, pegava os bens ofertados e ia embora; se negasse, pegava os seus bens de volta e ia embora.

Hoje, eu venho aqui para agradecer as pessoas que visitaram o blog em 2020 e 2021

 Fiquei surpreso, atônito e perplexo, óbvio, muito alegre, mais 15 mil pessoas nos visitaram nesses anos !

Uma simples página na internet...

Gente de toda parte do planeta...

Motivo de muita satisfação e muito orgulho...

Muito obrigado a todos...

Agradeço aqueles que mandaram textos interessantes, que despertaram muito ao publico visitante, principalmente, ao luso-brasileiro, Neurocientista Doutor Fabiano de Abreu, com textos científicos, meu muito obrigado...

Estarei sempre a sua disposição e serei eternamente grato, pelo apoio !

Agradeço e peço desculpas, aqueles que mandam textos e não posso publicar, em razão que a liberdade de imprensa, hoje, tem certos limites...

Leio todos os textos, antes de publicar !

Quando tomei a decisão em 2010 de desenvolver um blog, foi com o propósito de fazer uma imprensa séria, sem criticar governos e políticos, sem nenhum ódio, sem nenhum custos para os textos recebidos e publicados, mas com muitas informações turísticas e culturas, enfim, um blog cultural !

Acho que atingi a meta proposta, um blog para agregar valor as pessoas que o visita...

Minha saudosa mãe sempre nos dizia; "o que fazemos de graça, recebemos em graça"...

Tenho recebido muitas graças dos céus, acho até, que não mereço tanto...

Procuro não sair dessa linha e seguir os mesmos propósitos da criação do blog em 2010...

Agradeço a Anna, Gean, Juhann, Loren e Margareta, amigos, que fazem a divulgação do blog na Alemanha e França, respectivamente, junto aos brasileiros residentes no Continente Europeu, meu muito obrigado !

Como blogueiros, não podemos nos ilhar, não podemos nos isolar da interação com nossos visitantes, mas principalmente – não devemos deixar de desenvolver relacionamentos com blogueiros que atuam no mesmo segmento em que brilhantemente atuamos. Sozinhos podemos morrer, mas juntos vivemos fortes!

JÔ MORAES, PRÉ-CANDIDATA A DEPUTADA ESTADUAL VISITA OURO PRETO

  http://www.jornaloliberal.net 

Ouro Preto

24 de junho de 2022

Por Karina Peres

Nesta quarta-feira (22), a pré-candidata a deputada estadual, Maria do Socorro, mais conhecida como Jô Moraes (PCdoB), cumpriu agenda em Ouro Preto. Em entrevista ao O Liberal, ela falou sobre suas propostas de campanha, se declarou contra a privatização da água e enfatizou seu compromisso com a pauta das mulheres.

Segundo a pré-candidata, Minas Gerais precisa retomar seu lugar de relevância na política brasileira. “Para isso, nós precisamos da união de vários setores sociais em prol de um novo projeto para Minas, um projeto que crie empregos, amplie investimentos, que apoie o pequeno e médio produtor”, disse. Ao deputado/a estadual cabe diversas funções, como propor ou alterar projetos de leis, fiscalizar e investigar o poder executivo, e elaborar leis orçamentárias do estado, de modo que é quase impossível pensar em propostas específicas para um determinado município.

Entretanto, Jô explicou que tem propostas voltadas para a mineração, que traria benefícios para todo o estado e também para Ouro Preto. “Minas tem uma presença muito forte da indústria mineral, neste aspecto, não é apenas para Ouro Preto, mas é também para o município, o fato de que nós temos que ter uma agenda que inclua como deve ser a relação do estado com essas indústrias. Nós temos que impedir novos projetos de exploração mineral antes de analisar como se redimir dos impactos dos crimes ambientais que atingiram Mariana e Brumadinho. Nós também precisamos fortalecer as secretarias de ambiente, para que elas tenham uma ação fiscalizadora efetiva. Além disso, é preciso uma nova regulamentação, em nível federal”, informou.

A pré-candidata também declarou ser contra a privatização da água, assunto latente em Ouro Preto. “A água é um elemento fundamental para a vida, que não pode ser tratado pela lógica do lucro [...] a privatização da água é um crime humano, social, ambiental e que nós não podemos aceitar”, afirmou Jô. 

Política voltada para as mulheres

Com um longo histórico de luta e resistência, Jô foi a primeira presidente da União Brasileira de Mulheres, a UBM, ela contou como sua vivência a levou a aderir às pautas das mulheres. “Na minha luta, eu enfrentei dificuldades que são próprias das mulheres, não tinha com quem deixar meus filhos, como iria trabalhar para sobreviver se não tivesse creches? Então eu comecei, a partir da minha própria vida, a me ligar à luta das mulheres. A luta por apoio, por creches e contra a violência. Vivenciando essa luta, fui me ligando ao feminismo e me tornei a primeira presidente da União Brasileira das Mulheres, em 1988. Tenho uma alegria muito grande de ver o UBM apoiando as mulheres aqui em Ouro Preto, como por exemplo, na conquista da delegacia da mulheres”, afirmou.

Como pré-candidata, ela pretende propor projetos que visem a autonomia econômica das mulheres. “Eu considero que as mulheres precisam dela para enfrentar suas dificuldades. Por isso, criar projetos que permitam a liberdade econômica das mulheres, principalmente daquelas que são mães solo, é uma das prioridades das minhas atividades”, explicou Jô. 

Carreira Política

Jô Moraes iniciou sua vida política quando ainda era estudante, em 1960. Militante da Ação Popular, foi presa duas vezes durante o regime militar. Em 1972 filiou-se ao PCdoB e em 1996 foi eleita vereadora de Belo Horizonte, em 2006 venceu as eleições para deputada federal e reelegeu-se em 2010. Em 2018, foi candidata a vice-governadora de Minas Gerais como companheira de chapa do então governador Fernando Pimentel.

Jornal O Liberal
Região dos Inconfidentes

Lançamento do livro "Basta Sentir", de Mariana Rios

Os segredos de Mariana Rios

Em "Basta sentir", obra com nota de abertura pelo padre Fábio de Melo, a prestigiada atriz conta sua história desde o início da carreira e revela o método que a permitiu conquistar tudo que sempre sonhou

Poucos sabem, mas entre os muitos desejos e sonhos desta jovem atriz e cantora que cresceu em Araxá, interior de Minas Gerais, havia um em especial: uma rasteirinha com miçangas bordadas de uma famosa marca da cidade. Era uma sandália cara que a família não podia comprar, mas isso não abalou a vontade de ter, muito menos de desistir deste sonho.

Os anos passaram e, depois de muita batalha, veio o reconhecimento. Aos 22 anos, após passar no teste para o elenco de Malhação, Mariana Rios foi convidada para fazer a primeira campanha publicitária. O cliente? Justamente a marca das rasteiras que tanto amava. Um ano depois, ela comprou uma franquia da grife e pôde ter toda a coleção no próprio guarda-roupa. 

É com esta e outras histórias de vida que a atriz, cantora e apresentadora Mariana Rios, seguida por mais de 9 milhões de fãs nas redes sociais, mostra a forte relação entre os sonhos e os sentimentos no livro Basta sentir – Como realizar seus sonhos de maneira simples e prática, lançamento da Editora Planeta.

Na quarta capa da obra, o prefaciador Pe. Fábio de Melo deixa uma mensagem que reforça as palavras trazidas por Mariana nas 192 páginas: “O ser humano é a conjugação de infinitos mistérios... Dispense os postulados da razão, recrute os do coração”, disse ele.

Basta Sentir é um guia para resgatar a autoestima e a esperança por dias melhores e mais felizes. O método revelado por Mariana é preciso: tem sete pilares com atividades práticas que vão ajudar o leitor a enfrentar desafios e ativar ferramentas internas que já possui, mas precisam ser colocadas em ação – como a meditação.

“Não é milagre, nem merecimento, nem abracadabra: é poder dirigido.
 De onde ele vem? De nenhum lugar externo, uma vez que já existe em cada
um de nós. Você não precisa adquirir esse poder. Você já o tem, mas
deve entendê-lo, utilizá-lo, dirigi-lo e reforçá-lo quando o primeiro
de seus objetivos se concretiza!” 
(Basta sentir, página 15)

Mariana Rios Botelho tem 35 anos de idade, é cantora, compositora, atriz e soma em sua carreira papéis que marcaram o cinema e a televisão brasileira em novelas, como Malhação, Salve Jorge, Araguaia e Além do Horizonte. Além dos 9 milhões de seguidores, tem uma audiência que ultrapassa 1 milhão de views em vídeos no YouTube e Instagram e, por meio deles, inspira as pessoas com suas músicas e postagens sobre crescimento pessoal e mensagens motivacionais.

FICHA TÉCNICA:
Título: Basta sentir – Como realizar seus sonhos de maneira simples e prática
Autora: Mariana Rios
Editora: Planeta | Selo Academia
ISBN: 978-65-5535-285-6 | 978-65-5535-207-8 (ebook)
Páginas: 192 páginas
Formato: 14 x 21 cm
Links de venda: https://amzn.to/3kbVZ8J

Sinopse: E se houvesse uma maneira de transformar seus sonhos em realidade? E se, além disso, o processo dependesse exclusivamente de você, com as ferramentas internas que já possui?  Ainda criança, criei meu próprio método para concretizar o que eu desejava. E você verá, através de minhas histórias pessoais, como isso foi possível. Conquistei muito mais do que imaginava e, ao constatar que as coisas estavam dando certo para mim, comecei a dividir minha experiência com outras pessoas para que elas pudessem modificar a vida delas.

Agora, chegou o momento de compartilhar o meu tesouro com você. Afinal, o mundo se tornará um lugar mais tranquilo se todos nós formos capazes de ter a vida que idealizamos! Prepare-se para começar uma jornada incrível de autoconhecimento e realização. Você pode conseguir tudo que deseja. Basta sentir!

Sobre a autora: Mariana Rios iniciou a carreira artística aos 7 anos em sua cidade natal, Araxá, Minas Gerais, cantando em mensagens publicitárias para empresas da região. Dali para apresentações em bares e festivais de música foi um pulo. Aos 18 anos, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde fez formação em Teatro. 

Sua projeção para todo o Brasil veio com a personagem Yasmin, em Malhação (2008), que lhe rendeu diversos prêmios por sua atuação. Depois disso, viriam outros papeis importantes em produções da TV Globo. Ao longo dessa trajetória, Mariana nunca deixou os palcos de lado. Continuou gravando álbuns e realizando shows por todo o Brasil. A inspiração para este livro vem de sua história pessoal na qual a realização dos sonhos, através de um processo específico, tem um papel fundamental.

 

Redes sociais
Instagram: planetadelivrosbrasil
Facebook: planetadelivrosbrasil
Linkedin: editora-planeta-do-brasil
Twitter: PlanetaLivrosBR

Site: https://www.planetadelivros.com.br


Imagens relacionadas

1b7953b27e4e4b4ccec6d9caa1fa1bee_small.jpg
Divulgação/Editora Planeta
baixar em alta resolução

Texto Inspirador, Escrito Pela Divina, Mariana Rios - Linda Mensagem

 Confira a publicação na íntegra:

“Pouco me importa de onde você vem. O que desejo saber é se há verdade em seu coração. Pouco me importa sua idade. Desejo saber se durante a caminhada você percorreu seu próprio caminho ou foi conduzido por algum outro que criaram pra você. E quão profundo você foi em suas dores, amores, momentos até o dia de hoje. Pouco me importa quanto no banco você tem. Desejo saber se você se sensibiliza com a desigualdade no mundo.”, iniciou.

“Pouco me importa se você não divide seus problemas. Desejo saber se os revela a si mesmo. Pouco me importa seu passado. Desejo saber se realmente aprendeu e evoluiu despertando assim para o futuro. Pouco me importa quem é sua família. Desejo saber se há família dentro de você. Pouco me importa suas vontades. Desejo saber se você é fiel a elas. Pouco me importa se você traiu. Desejo saber o quanto foi leal. Pouco me importa quem é você para os outros. Desejo saber se pra você sou o mesmo que és pra mim. Desejo.”, finalizou.